TERÇA A DOMINGO
10H // 13H — 14H // 18H
ENCERRA SEGUNDA
ENTRADA GERAL: 2€
Domingo e Feriados 10h-13h: entrada gratuita
SUBSCREVER NEWSLETTER
subscrição bem sucedida
Todos os direitos reservados
© AMJP . 2016  /  ficha técnica

3ª Edição da Parceria Atelier-Museu Júlio Pomar/ EGEAC e Residency Unlimited, NY

(ver 1ªedição da residência artística) (ver 2ªedição da residência artística)
(ver 1ª Edição Prémio AMJP / EGEAC) (ver 2ª Edição Prémio AMJP / EGEAC)


Artista vencedor 2017-2018: Catarina de Oliveira

Prosseguindo a sua política de apoio ao desenvolvimento artístico e à investigação no domínio das artes, o Atelier-Museu Júlio Pomar/ EGEAC, em parceria com a RU – Residency Unlimited, NY, proporciona anualmente, a um artista português, uma residência artística com 3 meses de duração (90 dias), naquela instituição nova-iorquina.

O artista é proposto e nomeado por um júri independente de reconhecido mérito, este ano composto por João Silvério, Margarida Mendes e João Marçal (vencedor da 2ª edição) que, em conjunto com o Atelier-Museu, escolheu Catarina de Oliveira como residente da 3ª edição desta parceria, a qual terá lugar entre Fevereiro o Abril de 2017, em Nova Iorque.

Na nomeação desta artista, além da consistência do trabalho desenvolvido pela mesma, foi tido em conta se está no momento oportuno da sua carreira para beneficiar do programa e relações de networking providenciais pela RU – Residency Unlimited, NY.

Residency Unlimited (RU) é uma estrutura sedeada em Nova Iorque, que opera no campo das artes e que promove o intercâmbio entre profissionais, nacionais e internacionais, através dos seus programas exclusivos de residências. Indo além do modelo tradicional de Estúdio, a RU forja parcerias estratégicas com instituições colaboradoras para oferecer residências flexíveis e adaptadas às metas e necessidades individuais de cada artista/curador.

www.residencyunlimited.org
https://www.facebook.com/residencyunlimited


 

 

Catarina de Oliveira vive e trabalha em Lisboa. Em 2009, completou a licenciatura em Artes Plásticas da Goldsmiths College (UK), e em 2012 o mestrado em Artes Plásticas do Piet Zwart Institute (NL). Esteve recentemente em residência na Gasworks, em Londres com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi também artista em residência na Triangle France (FR), no Watermill Center (EUA) e na Kunsthuis SYB (NL), entre outras. Das exposições a solo e duo recentes, destacam-se “A Devorar o Contíguo” na Quadrum (PT), e “Né” no TANK Art Space (FR). Mostras colectivas recentes incluem “Extática Esfinge no CIAJG (PT), “ Terra Nubilus” na Aachen Kunstverein (NL), “Performance Day #2: Le Musée Permormé” em La Ferme du Buisson (FR).

 


Composição do Júri



João Marçal

João Marçal (Coruche, 1980) vive e trabalha no Porto. O seu trabalho desenvolve-se dentro do território da pintura, posicionando-se sobretudo entre uma prática de apropriação e a exploração do mediumno seu sentido mais autónomo, abstracto. Estudou na Faculdade de Belas Artes do Porto onde concluiu a licenciatura em Artes Plásticas – Pintura (1999-2004) e o mestrado em Práticas Artísticas Contemporâneas (2006-2008). Entre outros, frequentou os programas de residência artística, RU-Residency Unlimited em Nova Iorque (2017) e Residence à l’Octroi em Tours (2015). Expõe regularmente desde 2003, tendo mostrado recentemente o seu trabalho em locais como: Pneuma (Lisboa), MAAT (Lisboa), Galeria Municipal Almeida Garrett (Porto), Caribbeing House (Brooklyn, NY), The Clemente (Nova Iorque).



João Silvério

João Silvério nasce em 1962. Mestre em Estudos Curatoriais pela Faculdade Belas-Artes da Universidade de Lisboa.
É curador da coleção de arte contemporânea da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. (www.flad.pt)
Inicia a sua actividade como curador independente em 2003, trabalhando com colecções de arte contemporânea públicas e privadas.
Foi Presidente da Secção Portugesa da AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte,  desde Março de 2013 até Dezembro de 2015.



Margarida Mendes

Margarida Mendes dirigiu entre 2009 e 2015 o espaço de projectos ‘The Barber Shop’ em Lisboa, onde coordenou um programa de seminários e residências dedicado à investigação artística, filosófica e ecológica. Em 2016 integrou na equipa curatorial da 11Gwangju Biennale, na Coreia do Sul, e correntemente trabalha no CA2M Madrid no projecto educacional escuelita.